sexta-feira, novembro 19th, 2010 | Author:

Arquitetos brasileiros

“O edifício Esther, na Avenida Ipiranga, em frente à Praça da República, projetado na década de 30 pelo arquiteto carioca Álvaro Vital Brasil para a família Coulinho Nogueira, é um dos mais elegantes edifícios paulistanos e sempre me impressionou pela harmonia de sua fachada, pelo bom gosto de seus detalhes”, lembra o arquiteto e urbanista Jorge Wilheim. As vigas de concreto, hoje revestidas por arga-massa cinzenta, eram cobertas por placas de vidrolite preto brilhante, aumentando sua semelhança com a arquitetura do alemão Men-delsohn, um dos mestres da Bauhaus. 0 projeto original apresentava grande variação de espaços e usos: escritórios nos andares baixos e apartamentos, alguns de dois andares, nos andares mais altos. “No subsolo ficava a sede do Instituto de Arquitetos do Brasil, antes da construção definitiva. Lá havia uma galeria de arte onde se realizou a primeira exposição de Aldemir Martins. Nos anos 50, o subsolo foi ocupado pela boate Oásis. Entre os escritórios estava o de Rino Levi, onde comecei a trabalhar, ainda estudante. E, entre os seus muitos inquilinos, Di Cavalcanti e sua esposa Noemia, tinham lá seus ateliês”. Outros arquitetos do brasil em decoração de quarto.

Compartilhe no:
  • Orkut
Você pode acompanhar os comentários desse post através do RSS 2.0 feed. Você pode ou mandar um, or trackback do seu site pra cá.

One Response

  1. 1
    Tania Franco Cardoso 

    Olá, vendemos assoalhos de fazendas e casarões do interior de Minas Gerais. São a canela preta e a parda com 2,5 a 4,5 m de comprimento, 20 a 33 cm de largura e 2,5 cm de espessura. São vendidos a 150,00 0 metro quadrado. Interessados entrar em contato e falar com Roberto. Desde já, agradeço.

Deixe um comentário » Log in