Arquivado em la Categoría » Decoração de sala «

domingo, março 10th, 2013 | Author:

A sala da churrasqueira revela alguns costumes locais, como cozinhar em forno ò lenha e reunir os. amigos para uma longa refeição. As banquetas em couro de vaca e a toalha rústica foram confeccionadas na fazenda dos proprietários, lustre em ferro batido. Tapetes de taboa e objetos da Casa do Artesão.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, dezembro 09th, 2012 | Author:

DAR LUGAR AO CLÁSSICO!

Nestas duas vastas salas de um aparamente sem divisórias, objectos e móveis antigos, cores e volumes, eis as notas de uma partitura de acentuações brilhantes tocada em perfeita harmonia.
Numa mansão do século XVII, dois apartamentos situados um por cima do outro foram anexados e depois eliminadas as suas divisórias por forma a obterem-se apenas dois aposentos principais. Relegadas para segundo plano como os bastidores de um teatro, a cozinha, o quarto e a casa de banho são pequenos volumes que não se vêm da entrada. No primeiro nível, a sala de jantar tem um pequeno ar de outros tempos, com um chão em pedra negra da época de Louis XIV. O cinzento das vigas e das paredes realça com requinte objectos e móveis antigos. Em suma, uma aposta numa elegância muito clássica. No segundo nível, luminosidade e volume reinam! As magníficas vigas foram inteiramente recuperadas à maneira antiga pelos Charpentiers de Paris que garantiram um trabalho digno de uma obra de arte. As paredes pintadas em ocre amarelo harmonizam-se delicadamente com o tom acinzentado das vigas. Este belo espaço com o seu confortável sofá é um convite à leitura e ao repouso musical. Aliás, aqui, como o testemunha a impressionante biblioteca, os livros e a música possuiem um lugar importante. A idade respeitável do imóvel inspirou, pois, um estilo sóbrio e clássico. Alguns móveis de época, cadeirões, aparadores, adquiridos nos antiquários contribuem para isso. Outros elementos, mais contemporâneos, como o sofá, encontraram o seu lugar sem uma falsa nota. Guiado pelas suas paixões, o dono da casa explica com discreção que ele gosta não apenas «dos objectos de arte, mas também da história das suas época», em particular, o século XVIII, de que se tornou um especialista. Cada canto é assim um pretexto para um cenário cuidado, harmonizando espelhos barrocos, porcelanas chinesas antigas ou objectos trazidos das suas viagens à índia, China, Itália, sinônimos de um gosto de evasão que se pode prolongar aqui, graças à varanda de onde sobrevoamos os telhados de Paris.

Legendas:
– Sob as vigas de origem, a mesa posta aguarda os convidados para um jantar requintado. Ao centro, reina umaterrina do séc. XVIII azul e branca da China. Sobre a toalha indiana cintilam os pratos, as pratas e os copos de família saídos do aparador para esta ocasião. A lareira, em madeira, da época Regência, está recuada. Duas porcelanas de Cantão, antigos potes para o gengibre, foram transformadas em candeeiros.
– Da entrada avistam-se as magníficas vigas de origem. Diversos objectos antigos e originais conjugam-se entre si. Em primeiro plano, uma arca japonesa para guardar kimonos.
– Uma sala com vários usos. No espírito do toucador, ela transforma-se em quarto de hóspedes, e é igualmente uma ante-câmara da cozinha. Uma bela harmonia de cores declina-se nas vigas ornamentadas com motivos e na alcova em tons pastel; o tecido, adquirido na feira de Saint-Martin, completa a decoração. Para se poupar espaço, as portas são de correr’e pintadas em «trompe 1’oeil» em falso mármore. Pinturas decorativas por Didier Fèvres.
– As vigas, pintadas e enceradas, dão uma segunda vida à arquitetura antiga, ritmada por uma coluna e um pote Médicis em mármore. Na parede cinzenta destaca-se um espelho barroco de estilo rococó ladeado por dois apliques do séc. XVII em madeira dourada. Arranjo Les Milles Feuilles.
– Hoje em dia privada, a escada de origem reúne os dois aposentos principais. As paredes são pintadas e ornamentadas com molduras pintadas em «trompe 1’oeil». Pinturas decorativas por Didier Fèvres.
– Sob as vigas restauradas, um conjunto de cadeirões Louis XVI, convida à leitura. Entre as duas portas, a separação de espaços permitiu colocar armários do lado do quarto. Sofá Baker. Mesa baixa Knoll. Quadro Roger Annnir.
– Na varanda, as plantas verdes desenvolvem-se junto a uma parede pintada de ocre vermelho à italiana. À esquerda, um belo fontanário do séc. XVIII. Cadeirâo teck Tectona. Esculturas em terracota Le Cèdre Rouge.
– Sob o peso dos livras e discos, a biblioteca prolonga-se até à varanda que constitue uma fonte de luz inesperada para o apartamento.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, novembro 29th, 2012 | Author:

Mistura equilibrada entre o tradicional o contemporâneo, as poltronas em estilo déco são de pinho escovado e couro na con preto. Da Hickory Tavern.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, dezembro 29th, 2011 | Author:

Casa com mesa de bilhar de madeira

Com desenho da arquiteta Bárbara, a mesa de bilhar de madeira laqueada figura entre os dois ambientes do estar. Mesa de jogos e sala de jantar completam esse espaço único. Ali, até uma coluna estrutura] tornou-se elemento decorativo e funcional ílo ser pintada na cor de berinjela. “Ao mesmo tempo em que compõe com uma tela no mesmo tom. ela disfarça a presença do aparelho de TV, justifica a decoradora.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, dezembro 25th, 2011 | Author:

Design de decoração interiores

Imensos panos de vidro foram usados nas paredes externas, tornando a paisagem do mar e das piscinas uma extensão dos interiores.
Na escolha dos acabamentos e do mobiliário, predominou a elegância. “‘Apesar do despojamento necessário a unia casa dc lazer, eles não abriam mão da sofisticação típica das grandes metrópoles. Não queriam nada rústico, ar-tesanal”, explica a decoradora. Até mesmo as exigências de caráter mais informal, como a churrasqueira e a mesa dc bilhar, ganharam roupagem requintada. Com jeito de bar, a churrasqueira fica junto ao hall de entrada. O uso dc granito preto nas paredes e no balcão em L garantiram a nobreza desejada.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, dezembro 17th, 2011 | Author:

Decoração de sala da lareira

Detalhes bem pensados de armazenamento revelam-se na marcenaria de diversos ambientes. Na sala da lareira, por exemplo, dois grandes nichos nas estantes laterais abrigam práticos cestos de fibra natural utilizados para guardará lenha, que não fica aparente. Já a bancada de apoio da copa. engastada na parede, íein dez providenciais gavetas paia utensílios.
Seguindo a tradição dos arquitetos que desenham. Arthur de Matos Casas assina quase todo o mobiliário usado na decoração do apartamento. A elegância perene de suas peças de cores sóbrias se harmoniza com marcantes criações do design do século XX, como as poltronas do francês Pierre Paulin e do fmlandês l.ero Saarineri ou as cadeiras de metal do italiano liarry Bertoia.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, junho 24th, 2011 | Author:

Reforma casas antigas

Por conta disso, no mezanino aconteceram as principais modificações: demo-liu-sc a sauna com banheiro, além de um bar de alvenaria, a fim de ampliar esta área. Ali, o teto inclinado de vidro existente no edifício foi aproveitado, possibilitando um espaço extremamente agradável. “Este ambiente de estar ficou perfeito para receber visitas, já que o mezanino foi integrado à área de lazer que passou por completa reformulação”, conta a designer que ainda transformou o antigo bar e a sauna em home lheater, adega e fumoir.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, outubro 31st, 2010 | Author:

Dicas de decoração de sala

O salão, tal como era antes. Nem parece o mesmo: os falsos mármores dissimulam as manchas cinzentas, mais visíveis em certos locais (ângulo da lareira). Quadro pintado pelo proprietário e um amigo.
O falso mármore não é mais do que uma sucessão irregular de partes pintadas e outras não pintadas: as grandes veias alternam tons quentes e frios, sempre leves. Entre estas veias, grandes e pequenos nós irregulares. «E se nos enganamos, não é grave: conserva-se o tom de base e repinta-se o que não ficou bem», acrescenta Bernard Bistes.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, outubro 20th, 2010 | Author:

Dicas de decoração para salão

Sob as vigas aparentes organiza-se o quarto dos donos da casa de estilo sóbrio. Om pesado reposteiro, corrido à noite, isola este recanto de repouso do salão.
A lareira separa a entrada do salão. Práticas e pouco onerosas, as mantas forram os sofás. Mesas e pousa-pés foram revestidos com o mesmo tecido. Quadros antigos adquiridos na Feira da Ladra de Perpignan.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, outubro 01st, 2010 | Author:

Decoração de salas com fotos

Nas salas, o vidro, em imensas portas de correr, vira anteparo para a integração entre o interior e a parte externa da casa. A transparência leva para a sala de estar a grande parede construída com pedras. “É um grande terraço emoldurado por vidros”, diz a dona da casa

Compartilhe no:
  • Orkut