Arquivado em la Categoría » decoração living «

quinta-feira, março 21st, 2013 | Author:

Acima, a sala íntima prima pelo aconchego. No mobiliário da Imi, os tecidos Tessuto se coordenam à palha coreana das paredes. A mesa lateral maior é da Oficina Inglesa.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, fevereiro 27th, 2013 | Author:

Acima, num canto muito especial do living, pausa para a leitura. Aparador em carvalho entalhado e arranjo de flores, da Interiors By Oliver. Tela de N. Castro. Cortina, Lua de Pano. Abaixo, as paredes de tijolos, no estar, exibem colunas e vigas brancas intercaladas. Junto à lareira, sofás com tecido Aríete, mesas recicladas e quadro cusquenho. Ao fundo, aparador Queen Anne em carvalho e tela de Franulic.
Vestindo o piso, tapete Naim e kilim.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, fevereiro 04th, 2013 | Author:

A janela quadriculada, de ferro pintado, permite a entrada de luz, de muita luz, neste living que anteriormente era fechado. A decoração remete ao Modernismo. Chaise-longue reprodução de Le Corbusier e cadeiras Wassily, desenho de Mareei Breuer, têm o mesmo clima da escultura luminosa de Peticov. A janela que lembra escotilha desenho do próprio Roberto Loeb também é uma interferência bem-humorada (foto menor, detalhe).

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, janeiro 27th, 2013 | Author:

Lá fora, a indomável força do vento que constantemente sopra na costa do Estado americano do Maine. Aqui dentro, a tranqüilidade de ambientes ensolarados, onde reina um charme relaxante. A harmonizar esse confronto de atmosferas e criar um look perfeito para confortáveis espaços está o interior designer novaiorquino Ronald Bricke.
Em respeito aos hábitos dos proprietários e para explorar ao máximo o fato da casa se debruçar sobre o mar, Ron providenciou uma panorâmica bay window no living, à frente da qual se pode desfrutar lazy tea times enquanto se contempla dourados sunsets.

Alegres padrões de chintz revestem os estofados e peças de vime, e uma mesa de varanda, feita sob medida propositalmente mais alta que uma cqffee table, proporciona maior comodidade nesses encontros sociais. Funcionais per-sianas translúcidas controlam a luminosidade dos raios de sol sem bloquear o espetáculo da vista do mar agitado. “Um esquema de cores sutil permite que os objetos artesanais colecionados pelos proprietários sejam mudados, trocados e acrescentados sem alterar o equilíbrio da decoração do living”, diz Bricke.

Os tons mais fortes, na verdade, ele reservou à biblioteca, onde o azul contrasta com o castanho da madeira e compõe um fundo adequado às quatro poltronas de diferentes estilos posicionadas à frente da lareira: uma de linhas mais modernas, uma tradicional bergere florida, a armchair rústica e a curiosa twig chair. “Toda casa deve ter um ambiente mais escuro, que inspire o recolhimento e o aconchego em dias de frio e chuva”, acredita Ronald. 0 fogo aceso e a presença de muitas flores — que são colhidas da primavera ao outono no próprio jardim da casa — tornam irresistível o convite ao intimismo desse espaço cozy.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, outubro 05th, 2012 | Author:

“Pedi para a Lica nunca colocar um objeto solitário, mas sim um conjunto, sendo que, de preferência múltiplos de 3, por isso, as 3 velas e as 9 caixinhas7′, revela ela.
Ainda trabalhando a Prosperidade, no living, primeiro cômodo da casa, um Ganesh dourado foi posicionado de frente para a porta de entrada, pois além de trabalhar a Prosperidade, ele gera um ótimo fluxo de energia. Helen sugeriu que a cor vermelha fosse colocada na lareira para estimular e aquecer ainda mais o espaço.

Assim como na lareira, a parede do fundo da sala de jantar também recebeu a mesma cor. Nesse ambiente, a forma quadrada da mesa de jantar foi compensada pela forma arredondada do relógio pendurado na parede. O hometheateré o cômodo em que se encontra o lado espiritual da casa, por isso o azul predomina. O ambiente é aconchegante e traz muita paz.
E como Lica pediu que Helen desse atenção especial ao canto dos Relacionamentos, a consultora sugeriu que, o quarto fosse pintado na cor rosa.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, agosto 06th, 2012 | Author:

No living foi dedicado um espaço para a lareira, revestida com massa acrílica Terracor, de A Estufa, e emoldurada com mármore preto. O sofá recebeu tecido no tom cru e as cortinas, listrado de bege e preto, ambos da Formatex. O móvel de madeira pau-marfim e radica, design dos arquitetos, define o local do bar, assim como o recamier, que faz a divisão com a sala de TV. O artista Alberto Lefèure assina o relevo de madeira adquirido na Galeria Mônica Filgueiras. Sobre a mesa de pau-marfim desenhada pela dupla, vaso vermelho da Benedixt.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, janeiro 16th, 2012 | Author:

No setor íntimo, a distribuição que leva às suítes foi transformada numa sala de TV, na qual a família se reúne. O quarto do casal, com cerca de 20 ar, permitiu a ousadia de pintai” de preto a parede aliás da cama paia valorizar os gra lismos dc algumas telas assinadas por Cuarnicri. “.Não ficou opressivo porque O ambiente é grande e usado apenas para dormir”, garante ele, que soube criar espaços de sobra para desfrutar com a família e os amigos sua casa-galcria.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, janeiro 14th, 2012 | Author:

PASSADO E PRESENTE se encontram na decoração que explora o despojamento os TOQUES AUDACIOSOS.
No mezanino, a saleta junto do piano é composta de sofá antigo, poltronas de Philippe Starck e mesa comprada no Ceará. No detalhe fileira de porquinhos de argila adquiridos na Bahia.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, janeiro 12th, 2012 | Author:

A harpa que pertencia à mãe do proprietário fica no mezanino, de onde se vê o living.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, janeiro 07th, 2012 | Author:

Sobre o tapete Gabbeh da Casa Júlio estão os sofás de chenille do Espaço Brumatti. Desenhadas por Max Mello, as mesas de centro e lateral de laca branca foram executadas pela Mobíliare Móveis. A cortina de voile é da Cortinova.

Compartilhe no:
  • Orkut