Arquivado em la Categoría » Desenhos de casas «

segunda-feira, dezembro 03rd, 2012 | Author:

Entre duas falésias e uma zona de baldio, eis uma habitação de pioneiro implantada numa perfeita conivência com a terra.
Ao norte de Montpellier, o Pico Saint-Loup e o Hortus exibem a sua silhueta por cima do vale, abrigado pelos ventos. São locais classificados como não construtíveis e destinados afins agrícolas. Era, pois, um desafio arrojado implantar ai uma construção nova. Para isso, a arquitecta Michelle Orliac optou pela discreção e a rusticidade dos materiais: madeira para toda a estrutura da casa e paredes, pedra na parte enterrada no solo, do lado norte, e cobertura Eternit para os telhados. «Pretendíamos viver em pleno ambiente vinícola – conta a dona da casa. Ora, construir edifícios com esta amplitude em pedrateriasido impossível. O nosso projecto foi proposto à arquitecta chefe dos edifícios históricos e aceite por ela». Os volumes tornaram-se mais discretos pela utilização da inclinação do terreno. Esta dissimula-os e permite-nos chegar lá a pé através dos diferente níveis. A perspectiva é ampla para sul, do lado das vinhas. Com o armazém que guarda os utensílios agrícolas e a adega, as várias construções formam um «U». A empresa Intra-Bois, especialista em construções agrícolas utilitárias ofereceu os materiais, pois era a primeira casa de habitação que esta fornecia. A adaptação não foi fácil, já que em vez dos volumes simples de uma construção agrícola, onde vigas robustas são suficientes para agüentarem a estrutura, o espaço era muito recortado e em diferentes níveis e, por isso, foi necessário para cada espaço enterrar no solo (já que não existe nenhumafundação) uma verdadeira «floresta de troncos» e penetrar a rocha calcária.

Todavia, a montagem rápida permitiu aos proprietários habitarem a casa antes de terminadas as obras. Na verdade, apenas os tectos e o chão estavam colocados e eles próprios montaram as paredes e as divisórias. «O nosso desejo era o de termos um espaço de convívio, com uma cozinha e uma sala de estar juntas. Queríamos também estar rodeados pelas crianças com um acesso directo dos seus quartos à sala de estar». Tudo foi pensado, tendo em vista condições de vida agradáveis e em função das actividades familiares e dos numerosos visitantes. Este cortiço inclui aposentos privados para cada um, mas também de amplos espaços onde cada um pode circular com facilidade.
Uma das nossas preocupações era igualmente a de nos protegermos do calor que acaba portornar insuportáveis as casas modernas nas regiões mediterrânicas. As janelas não são muito grandes e a sombra projectada pelo alpendre coloca as portas envidraçadas do salão ao abrigo dos raios de sol. No cimo da escadaria, foi também colocada uma ampla abertura que pode ser aberto durante a noite para refrescar a atmosfera.

Esta propriedade vinícola que produz um vinho com certificado de origem controlado e com perfume subtil demonstra bem que nos podemos integrar perfeitamente num ambiente de construções utilitárias. Eis, pois, umaformadevalorizarsimultâneamenteoestatuto de agricultor e os produtos do território.distribuições próprias às construções do fim do séc. XIX. «Um projecto bem conseguido é um projecto rapidamente e integralmente aceite pelos proprietários», gosta de dizer Roger Ivars. Neste caso, foi a participação apaixonada dos donos da casa que transformou esta aventura numa colaboração estreita entre o arquitecto e os decoradores e permitiu o casamento original e harmonioso de estilos bem diferentes. Esta comunhão de idéias nascida com este projecto tornou-se com o tempo numa profunda amizade.

Legendas:
– Virado a sul, o alpendre protege o terraço e a sala de estar do calor do Verão. No Inverno, pelo contrário, sendo a curva do sol mais baixa, os seus raios vêm aquecer o interior. Rudeza dos materiais em bruto e rigor de formas. Por detrás, a Hortus, a «montanha de jardins».
– As aberturas, de proporções fora do comum, foram astuciosamente colocadas segundo a amplitude solar, dando muita luminosidade à casa sem quebrar o ritmo sóbrio da fachada. Estão ornamentadas com losangos que as reforçam simultaneamente.
– A estrutura da casa, construída sem fundações, repousa em troncos plantados no solo (Intra-Bois). O edifício está, pois, semi-enterrado, ainda que a cozinha-galeria esteja ao mesmo nível do caminho de acesso, lá ao fundo.
– No terceiro nível, os quartos dão directamente para o exterior, o que permite, se se desejar, entrar e sair discretamente sem atravessar a sala principal.
– A parte do salão apoia-se em portas envidraçadas e com uma biblioteca em galeria. As pedras foram deixadas em bruto.

Compartilhe no:
  • Orkut
terça-feira, maio 08th, 2012 | Author:

Ritos para despertar nas manhãs de sábado e domingo: acordar devagarinho com a luz que entra suave – filtrada pela persiana de palhinha -por todos os lados do quarto, ouvindo o som do riacho que corre lá fora. Para começar bem o dia, massagear o corpo com a ducha gelada da cascata. Depois da hidromassagem, dar um mergulho na piscina, que, na verdade, é o riacho desviado do seu leito e represado num tanque de pedras. Após o banho, tomar o café da manhã com frutas colhidas ao redor da casa… Mundo da fantasia? Não. Esse idílio chama-se Quinta do Caracol, construído pacientemente ao longo de dez anos pelo designer Tuca Monteiro e sua mulher, Lígia. Pena que, por enquanto, eles só desfrutem desse saudável ritual nos fins de semana o casal planeja, em breve, mudar-se de vez para o refúgio.
Os 12 km que vão de Bananal à Quinta do Caracol cruzam riachos e são cercados pelas cachoeiras da serra da Bocaina. Lá embaixo, fica a baía de Angra dos Reis.
Um pequeno canal de pedras desvia o leito do riacho, que deságua por uma cascata de 4 m de altura para encher a piscina. Todas as pedras usadas na obra estavam no próprio terreno.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, agosto 28th, 2011 | Author:

Casa com estrutura de madeira

TIRANTES METÁLICOS ASSEGURAM a simetria da estrutura de madeira, repetindo a seqüência de triângulos perfeitos. Eles estão presentes também nos forros internos e externos. No detalhe, as formas hexagonais dos três pilotis e de sua ponta, onde estão os encaixes para a sucessão seguinte de apoios. Uma tubulação externa capta e conduz as águas pluviais para o lote (ao centro).

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, julho 15th, 2011 | Author:

Decoração de casa de praia

NESTA CASA DE PRAIA, a arquiteta Sandra Picciotto queria uma escada que enganasse os olhos de quem vê e que aparentasse ser mais frágil do que de fato é. “Outra exigência no projeto era que ela sustentasse bastante peso” conta Sandra. A solução que a arquiteta encontrou foi a de usar estrutura metálica e degraus em madeira ipê maciça e certificada. “Na parte inferior das colunas (parte branca), a escada foi forrada de madeira para esconder o travamento metálico”, explica. O corrimão é em inox com acabamento em madeira.

Compartilhe no:
  • Orkut
terça-feira, março 29th, 2011 | Author:

Arquitetura de casas modernas

Num terreno em L, com desnível no fundo, o arquiteto Demilton Facuri Dib projetou esta casa que tem espaços sociais fluentes, voltados para o lazer. A ambientação inspira-se no estilo moderno, com muitas obras de arte e peças de época. Um desnível no living principal cria um cantinho bem descontraído com piso acarpetado e bancadas de alvenaria.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, março 28th, 2011 | Author:

Projetos de casas modernas

CONCEPÇÃO MODERNA E CONFORTÁVEL.
De linhas atuais, esta construção, em Uberaba, mostra ambientes integrados, com circulação definida por desníveis e pela própria distribuição dos móveis. Os espaços de convivência foram orientados para o lazer, no fundo da casa, garantindo total privacidade aos moradores.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, abril 14th, 2010 | Author:

Decoração de exteriores

Decoração de exteriores.
No jardim, um spa de vidrotil faz as vezes de piscina, que é aquecida à noite, agregando o elemento água e criando um efeito bastante interessante.

Compartilhe no:
  • Orkut
terça-feira, março 23rd, 2010 | Author:

Desenhos de plantas de casas

Desenhos de plantas de casas a tua mais completa tradução.
Adriane Agassi vive um novo momento. A serenidade de hoje está refletida no apartamento recém saído do forno, quase um ninho. Projetado por Roberto Moreno amigo, arquiteto, decorada e praticamente analista , que soube imprimir espaço de 700 metros quadrados os caprichos de  estrela mais madura.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, fevereiro 20th, 2010 | Author:

Desenhos de fachadas

O desenho de fachada e da lateral acompanham a inclinação da rua e, para imprimir ainda mais personalidade, uma faixa com pequenos flocos de espelho – que dão um show de efeitos sob a luz solar – contrasta com o chapisco grosso que dá acabamento à área externa. Destacando-se um pouco do volume, uma saliência de aço funciona como a nova entrada, revelando um grande foco de luz branca no seu interior. No piso térreo, a amplitude do salão de exposições é potencializada pela iluminação estratégica.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, fevereiro 19th, 2010 | Author:

Desenhos casa

Desenhos casa:
A principal mudança foi a ampliação do espaço físico, triplicado graças à aquisição de dois estabelecimentos vizinhos que Luisa tratou de arrematar. Num passe de mágica, o salão onde antes funcionavam um boteco e uma farmácia ganhou tratamento de luxo e integrou-se com harmonia ao projeto. E como a surpresa é uma das principais características de mister Weinfeld, a mais antiga galeria de arte contemporânea da cidade foi reformulada como uma imensa caixa preta de 500 metros quadrados, forte e impactante por fora, clean e minimalista por dentro.

Compartilhe no:
  • Orkut