Tag-Archivo para » reforma em casa «

quarta-feira, fevereiro 06th, 2013 | Author:

“No meu ponto de vista, era uma casa chata, onde não havia muita permissão para entrada de luz e ar. O que eu fiz, então? Dei-lhe um caráter específico e abri a casa.”
Avaliadas as necessidades dos moradores um casal e seus quatro filhos, todos pequenos a primeira providência foi aproveitar uma laje lateral para sobre ela construir um family-room, ou “um espaço onde as crianças se sentissem à vontade, e que facilita o convívio da família”.

Este ambiente que aglutina no mesmo espaço sala de TV, som e escritório também conta com um bar, que recebeu detalhes de amianto idealizados por Viviane Whately e Roberto Corte-Real. Trabalho semelhante aparece também no banheiro principal.

Depois, o arquiteto imaginou um gaze-bo, “extensão natural da área social, um espaço perfeito para receber os amigos nas tardes frias do outono-inverno em São Paulo, ou apenas para estar”. O ambiente tem armação de aço pintado e fechamento com vidro laminado “o que garante maior segurança, necessária nas cidades grandes”.

Com este gazebo, a casa ganhou também um terraço lateral, estruturado com perfil tipo “I”, de aço, pintado e coberto com vidro aramado. O apoio destas vigas é feito num vértice bem menor. “Uma brincadeira, algo para despertar as emoções de quem vê”, argumenta Loeb.
Uma faixa de seixos rolados absorve a água das chuvas, protegendo o piso do terraço cimento encerado, com rejuntes em pastilhas de vidro.

Ainda na área externa, Roberto Loeb criou um piso original e… ultradivertido. Cacos de diferentes materiais compõem quadrados em mosaicos. “Quando era criança recorda o arquiteto amava brincar no chão. Pensei que uma solução lúdica seria do agrado dos quatro garotos. E não é que foi mesmo?”
Na sua proposta de “abrir” a casa à luz e à ventilação, Loeb criou “escotilhas” (que também caíram nas graças da garotada) e uma grande janela (de ferro, formando quadriculado) num dos livings da área social. Duas colunas pintadas com esmalte brilhante parecem equilibrar uma prateleira (em cima) e a bancada de mármore sob a janela.

“Acredito que nessa reforma conseguimos estabelecer um diálogo entre o antigo e o novo, criando uma linguagem alegre e plena de energia que rompe a monotonia e concede verde à vida”, diz o arquiteto.

Compartilhe no:
  • Orkut